Conteudo
 

No último dia 19, a GRI divulgou o primeiro conjunto de Padrões de Relatórios de Sustentabilidade G4 para comentários do público.Durante 90 dias, qualquer pessoa pode rever o conjunto inicial dos seis padrões propostos e enviar comentários para o GRI Global Sustainability Standards Board (GSSB).   A agenda de desenvolvimento sustentável ganhou ritmo significativo nos últimos 12 meses, especialmente pelo acordo histórico sobre o clima de Paris, que abriu assinaturas no último dia 22. Nese contexto, como salienta Eric Hespenheide, presidente da GSSB:"as Diretrizes GRI G4 estão evoluindo para um conjunto modular e interligado que permite às organizações contribuir ainda mais para o desenvolvimento sustentável, satisfazendo as necessidades emergentes das partes interessadas, melhorando a qualidade, a comparabilidade  e a acessibilidade às informações sobre sustentabilidade".   Continue lendo Sobre as Diretrizes GRI

Conteudo
 

"Os relatórios anuais de sustentabilidade têm sido o foco das empresas até o momento, mas a revolução digital irá promover a disrrupção neste campo também", disseo autor John Elkington."As empresas que produzem relatórios de sustentabilidade impressos hoje, são como os fabricantes de sela, acredintando em seu modelo de negócio às vésperas do ançamento do Ford T.” John Elkington, autor do termo Triple Bottom Line, foi nomeado esta semana como presidente do  Technology Consortium GRI, criado em 2015. O consóricio envolve mais de 30 líderes inovadores, entre os mais radicais do planeta para ajudar a garantir que os relatórios de sustentabilidade  avancem nesse novo cenário.  Elkington irá liderar  o grupo, contribuindo com sua extraordinária visão de futuro em que os negócios funcionam na intersecção da sustentabilidade, empreendedorismo e inovação.     O que são processos de relato com as Diretrizes GRI? Relatórios de sustentabilidade GRI e a transparência

Conteudo
 

Prêmio Aberje – 2016 – Inscrições abertas O reconhecimento que gera valor chega à sua 42ª edição. A ek marketing vem apoiando organizações da região Sul a conquistarem um dos maiores reconhecimentos do país a partir de iniciativas e experiências bem sucedidas, transformando-as em benchmark para todo país.Construir narrativas, apoiadas por dados consistentes, rigorosamente apurados, e trajetórias de vida é o nosso expertise. 2014 – Sicredi - Vencedor Nacional e Regional na categoria Comunicação de Marketing  2013 – SindilojasPOA - Vencedor Nacional e Regional na categoria Publicação Especial O prêmio Aberje foi eleito o mais importante prêmio setorial pelos diretores de comunicação das principais empresas do país, pela pesquisa Mapa da Comunicação Brasileira 2013. Desenvolver projetos, vencer desafios e ainda ser referência é o ciclo dessa premiação. São oportunidades para aperfeiçoar, modificar e colaborar com o desenvolvimento da comunicação e da sociedade brasileira.   Inscrições e entrega dos cases: 14 de julho Categorias de premiação - mais de 14 subcategorias,em 2 áreas: GESTÃO DE COMUNICAÇÃO E RELACIONAMENTO   01 - Comunicação de Marca 02 - Comunicação de Marketing 03 - Comunicação de Programas Voltados à Sustentabilidade Empresarial 04 - Comunicação de Programas, Projetos e Ações Culturais 05 - Comunicação de Programas, Projetos e Ações Esportivas 06 - Comunicação e Organização de Eventos 07 - Comunicação e Relacionamento com a Imprensa 08 - Comunicação e Relacionamento com a Sociedade 09 - Comunicação e Relacionamento com o Consumidor 10 - Comunicação e Relacionamento com o Público Interno 11 - Comunicação e Relacionamento com Organizações Governamentais 12 - Comunicação e Relacionamento Internacional 13 - Comunicação Integrada 14 - Responsabilidade Histórica e Memória Empresarial   MÍDIAS 15 – Mídia Digital 16 – Mídia Audiovisual 17 – Mídia Impressa 18 – Publicação Especial   Veja mais sobre  Case Sicredi Trouch - 2014   Case SindilojasPOA -75 anos - 2013 Duas Etapas Regional - são 5 (cinco) as regiões: (1) Espírito Santo e Rio de Janeiro, (2) Minas Gerais e Centro-Oeste, (3) Norte e Nordeste, (4) São Paulo e (5) Sul Nacional – 1 vencedor nacional em cada categoria Nossa assessoria inclui servicepack, negociações por proposta fechada ou successfee e planejamento de gestão de reconhecimento. Consulte-nos sobre essa e outras premiações.     

Conteudo
 

Os posicionamentos transparentes de empresas são cada vez mais frequentes. De um lado, organizações investem em relatórios de sustentabilidade para comunicar sua gestão e geração de valor. Do outro, marcas reveem algumas ações de engajamento de seus públicos, diante de consumidores também cada vez mais conscientes.    No mercado internacional, a publicidade de alguns produtos direcionados ao público infantil tem sido revista. Seguindo a tendência, a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (Abir) decidiu recomendar às indústrias que suspendam a propaganda de refrigerantes e sucos artificiais, voltada para crianças.   A determinação se aplica a programas que tenham 35% do público com menos de 12 anos. A Abir informa que age com o objetivo de implementar a orientação, respeitando os calendários próprios de cada uma das 51 empresas associadas.    Em nota, a associação explicou que "muitas marcas de bebidas não-alcoólicas fabricadas no Brasil já adotaram totalmente esse compromisso e suas experiências internacionais e nacionais serão utilizadas como base para a nova estratégia da indústria no país".   No último ano, a Abir criou um grupo de trabalho que chegou ao consenso sobre a necessidade do Brasil aderir às diretrizes e práticas existentes em outros países. Por esse motivo, o estudo da autorregulação vem sendo realizado há algum tempo.  

Conteudo
 

A temporada 2016 de desenvolvimento de relatórios de sustentabilidade começou. É o momento das organizações olharem para suas operações com o intuito de compartilhar com seus públicos as notícias, os resultados e os principais destaques do seu modelo de negócio. O gesto de transparência com stakeholders é cada vez mais frequente no Brasil.   Há muitos anos empresas, instituições do terceiro setor e diversas organizações discutem um ponto importante: qual a melhor forma de construir um relatório de sustentabilidade? Com o objetivo de ajudar organizações a relatar os temas importantes para sua atividade e modelo de negócio, a Global Reporting Initiative (GRI), elaborou uma metodologia para desenvolvimento de relatórios de sustentabilidade: a G4. Atualmente é a mais utilizada por organizações do mundo todo.      A G4 apresenta processos muito bem desenhados que orientam as empresas a identificarem quais são os principais assuntos relacionados à sua atividade/modelo de negócio (os temas materiais). Um mapeamento construído a partir da consulta aos principais públicos da organização. Uma abertura de diálogo importante para as organizações visualizarem a percepção dos seus públicos (interno e externo) sobre a sua atuação e posicionamento.          Não se trata apenas de ter uma visão completa do escopo da organização, mas, a partir desta clareza, olhar para o detalhe das operações, avaliando o que a organização faz e como faz para alcançar objetivos, enfrentar desafios e conquistar resultados, olhando principalmente para a geração de valor econômico, social e ambiental (a sustentabilidade).         Amplamente conhecida na região Sudeste, a GRI orienta muitas empresas no desenvolvimento de seus relatórios de sustentabilidade, há pelo menos 15 anos. Na região Sul, algumas empresas já publicaram relatório de sustentabilidade GRI. Como a Celulose Riograndense que lançou em 2014 seu primeiro relatório de sustentabilidade, desenvolvido pela ek marketing – Community Leader GRI -, em parceria com a Report Sustentabilidade, de São Paulo (SP).          A ek marketing explicou, em uma série de posts, a metodologia GRI e como a ferramenta gera valor para organizações em todo o mundo, incluindo melhorias na própria gestão destas organizações, que refletem em seus relatórios pontos positivos da gestão e oportunidades de melhoria.          Para conhecer mais sobre a GRI e as diretrizes da G4, versão mais recente da metodologia para desenvolvimento de relatórios de sustentabilidade, acesse nossos conteúdos específicos sobre o tema. Para esclarecimento de dúvidas e comentários, fale conosco.   

NewsLetter

Cadastre-se no nosso grupo de contatos e receba por
e-mail os destaques da ek.